4 métricas para medir a captação de leads pelo chatbot

Se tem um assunto que é interessante para toda e qualquer empresa, esse assunto é: conquistar novos clientes e transformá-los em compradores fieis. Não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Para tornar esse processo menos trabalhoso existem duas palavras – “ferramentas” – indispensáveis: leads e chatbot. O bot, como também é chamado, é um programa de computador que funciona como uma espécie de assistente de atendimento ao cliente. E o melhor de tudo é que ele automatiza esse atendimento.

No entanto, muitas pessoas não conhecem essa ferramenta, e muitas que conhecem não estão por dentro de todas as suas funcionalidades. Inclusive, uma delas é gerar leads. Chegou a vez de conhecer a outra “ferramenta” para fidelizar clientes. Quando um usuário interage com o bot, independente do assunto, já é possível obter informações sobre esse usuário. Logo, é possível contatá-lo futuramente. Dessa forma, ele se torna um lead, ou seja, praticamente um amigo.

Saiba mais sobre esse assunto e ainda confira 4 métricas para medir essa captação de leads que pode e deve ser feita pelo bot.

Afinal, o que são leads?

Para entender melhor como captar leads e mensurar os seus resultados, é preciso entender melhor o que são os ditos leads. O lead é uma pessoa que demonstrou interesse de alguma maneira por uma empresa, produto ou serviço. Logo, essa pessoa tem potencial para se tornar um cliente. De maneira tradicional, geralmente a empresa faz o primeiro contato com o cliente. Já nesse caso acontece o oposto. O cliente demonstra interesse por algo e por isso faz o primeiro contato com a empresa.

Esse possível cliente pode entrar em contato por “n” motivos. Seja por problemas técnicos com um produto, dúvidas, reclamações, elogios, entre outros. Quando ele entra no site da empresa, e a mesma possui um bot, então, ele pode resolver o problema nessa hora, pois, é só entrar em contato com ele. O cliente não precisa mais ficar esperando respostas demoradas ou perder tempo procurando no site como entrar em contato com a empresa.

Essa é uma excelente forma para deixar o cliente satisfeito e consequentemente “captá-lo” e fidelizá-lo. Após a conversação com o bot, o cliente pode fornecer alguns de seus dados para que a empresa o cadastre e futuramente envie conteúdos de seu interesse. Dessa forma, essa pessoa torna-se automaticamente um lead. Pronto, captou-se um lead.

Vamos descobrir métricas para medir a captação de leads através do chatbot?

1.      Oferta de conteúdos relevantes

Conteúdos relevantes são uma ótima maneira para atrair o público-alvo da empresa e convertê-lo em leads. Através do bot fica ainda mais interessante, uma vez que ele envia esse conteúdo diretamente ao usuário em uma espécie de bate papo. Essa é a sua grande vantagem. O bot já está lá pronto, então, por que não utilizá-lo para interagir com alguém que já entrou em contato com ele anteriormente? O público já o procurou uma vez. Por isso, ele não precisa mais ir atrás do blog ou site da empresa, visto que ela mesma, através do bot, irá mandar conteúdos diretamente para ele.

2.      Cadastro dos visitantes

Aqui começa a conversão do público em leads. Uma maneira é quando o bot envia um formulário para o usuário preencher com os seus dados. Dessa forma, o bot cadastra os dados do usuário para enviar conteúdos ainda mais direcionados e baseados em seus interesses. Isso chama-se coleta de dados.

3.      Filtros e direcionamentos de conversação

Com certeza um dos grandes benefícios do chatbot é a sua capacidade de evoluir em suas conversações com o público através de seu histórico. Isso é importante, pois, ele oferece um contato mais personalizado. Dessa forma, a interação fica mais informal e interessante. Além disso, ajuda na criação de um filtro de campanhas e conteúdos para o público. As chances de acertar e enviar conteúdos que agradem o público são bem maiores, pois, o programa passa a conhecê-lo melhor. Sem falar que o usuário fica interessado em continuar o seu relacionamento com essa empresa ou marca.

4.      Oferta de mais conteúdos para o nutrir o relacionamento com os seus leads

É necessário dar continuidade a captação de leads até mesmo quando os visitantes já se tornaram leads. Não é porque a empresa já “cumpriu” o seu objetivo que deve parar de dar atenção a ele. Pelo contrário, é nesse momento que ela precisa mostrar que ainda se lembra dele e de seus interesses. Por isso, é necessário nutrir os leads para que eles ganhem confiança na jornada de compra e se “entreguem” as vendas. Isso também é chamado de qualificação de leads. Portanto, com o tempo o bot deve enviar conteúdos cada vez mais aprofundados. O objetivo é que o usuário desenvolva interesse pela compra.

O que achou dessas 4 métricas para medir a captação de leads pelo chatbot? Além de elas captarem o público em questão, ainda conseguem mensurar resultados a partir da reação e interação por parte desse público. Gostou da matéria? Então, deixe o seu comentário sobre o assunto na seção abaixo. Se quiser receber nossas novidades, é só assinar a nossa newsletter.

Ariane Souza